Categorias

Arquivo

11 de agosto de 2016

Native ads ou publicidade nativa é um termo usado para anúncios que buscam uma identificação direta com o formato das publicações de uma plataforma. Ou seja, em lugar do formato banner, o anúncio tem a aparência de post da rede social, inserido entre os demais posts dos usuários. Isso ajuda a diminuir a disrupção causada naturalmente pela propaganda - coisa que, cada vez mais, costuma incomodar a quem navega na internet.

A publicidade nativa pode ser um elemento oportunamente inserido na plataforma que o usuário está acessando. Num game de Fórmula 1, por exemplo, é possível considerar como native ads os anúncios que aparecem na pista de corrida (recurso também conhecido pelo nome de in-game advertising).

Outro bom exemplo de inserção desse tipo de anúncio está nas plataformas de navegação como o Waze. Conforme você se locomove pelo mapa, surgem os pinos dos estabelecimentos da região. Caso a pessoa tenha interesse, pode clicar num deles para ver mais informações.

Porém, quando pensamos em criar uma peça de publicidade nativa, é importante ter em mente que a adequação da propaganda em relação à plataforma não deve acontecer apenas no formato, mas também deve levar em conta o conteúdo da mensagem. Afinal, para garantir a eficiência de um anúncio, é importante que a publicidade nativa também seja contextualizada.

O contexto em que o anúncio vai ser inserido, os assuntos que chamam o interesse do público-alvo naquele momento e a segmentação cuidadosa da audiência impactada são itens importantíssimos para garantir o sucesso de uma publicidade nativa.

Por exemplo: determinar a geolocalização e o horário em que o anúncio será visto pelo público pode, por um lado, diminuir a audiência atingida. Porém, garante que ele atinja apenas aqueles que realmente notarão relevância na mensagem, aumentando a eficiência da peça e diminuindo o investimento.

O exercício desse pensamento permite criar estratégias diferentes e muito certeiras. Uma marca de sorvetes pode investir nas redes sociais para publicar posts apresentando sua linha de produtos. Mas em lugar de realizar isso aleatoriamente - o que aumenta a chance de cansar a audiência - tem a possibilidade de programar seu anúncio para ser distribuído em celulares localizados em parques e praias onde haja pontos de venda do produto, durante os horários de pico desses lugares. É uma estratégia e tanto para garantir mais eficiência, não acha?

>> Precisa de um atalho?

  1. A publicidade nativa é um termo usado para anúncios que buscam uma identificação direta com a plataforma onde serão publicados.
  2. O contexto em que o anúncio vai ser inserido, o que desperta o interesse do público-alvo naquele momento e a segmentação da audiência impactada são itens que garantem o sucesso da publicidade nativa.
  3. Geolocalização e restrição do horário de impacto dos anúncios são táticas de segmentação que podem aumentar a eficiência do resultado de uma campanha.

Professor da Faculdade de Comunicação e Marketing e coordenador do Núcleo de Inovação em Mídia Digital da FAAP. É mestre em Comunicação e Semiótica e já foi articulista do jornal "Meio e Mensagem". Em 2013 foi eleito um dos 50 profissionais mais inovadores do mercado de comunicação e marketing pela revista ProXXIma. Quer saber mais? Conheça nossos autores
facebook twitter email

Já falamos muito sobre a gente

Vamos falar de você

Será que acabamos se tornam melhores amigos ? Você vai ouvir de nós em breve.