Categorias

Arquivo

14 de setembro de 2016

É cada vez mais comum ver consumidores grudados em seus smartphones, mas isso não quer dizer que eles não usem também seus tablets, laptops e outros equipamentos com acesso à internet. Como publicitário, é necessário se conectar com as pessoas por meio de todos esses recursos — e é aí que entra o monitoramento multiplataforma.


Um estudo do Google mostra que 90% dos consumidores usam diversas telas para alcançar um mesmo objetivo. Portanto, um cliente pode começar uma pesquisa sobre preços de passagens em seu laptop, conferir posteriormente as taxas em seu tablet e finalizar a compra no celular. De acordo com um artigo do AdExchanger, até pouco tempo atrás, a identificação do uso de multiplataformas referia-se apenas à conexão entre computadores, tablets e smartphones.

Porém, com o crescimento do número de dispositivos conectados — incluindo acessórios que já fazem parte do vestuário — e da Internet das Coisas (do inglês, Internet of Things - IoT), a atividade multiplataforma e o potencial de marketing por trás disso tudo estão em alta. Confira a seguir como você pode utilizar o monitoramento multiplataforma em suas campanhas.

Conheça o seu consumidor — e seus dispositivos
Vamos lá: que medidas tomar para aproveitar um momento tão repleto de oportunidades em múltiplas telas? Uma forma de conhecer as vantagens do monitoramento multiplataforma é usá-lo para identificar usuários individuais em todos os seus dispositivos conectados à internet. O ponto-chave é realizar um direcionamento certeiro, de forma que, quando um consumidor trocar de aparelho, você possa ajudá-lo a continuar de onde parou, evitando cumprimentá-lo como se ele fosse um novo cliente "só" porque você não conseguiu reconhecer o dispositivo.

De acordo com a empresa de tecnologia de marketing Dstillery, existem dois métodos de monitoramento multiplataforma: por determinação e por probabilidade. O primeiro ocorre quando é solicitado que os usuários se identifiquem com um nome de usuário ou endereço de e-mail em toda plataforma que usarem. O método por probabilidade é mais complicado e envolve a coleta de dados a partir dos anúncios nos diversos dispostivos do usuário — incluindo endereço de IP, aplicativo, navegador e uma série de estatísticas que exigem tempo para construir e analisar.

A abordagem preferida só depende de você e de seu provedor de tecnologia e/ou responsável pela divulgação. Mas, independentemente da opção escolhida, ser capaz de identificar o retorno de um visitante e direcionar o conteúdo adequadamente para ele é uma habilidade da qual você, definitivamente, pode tirar proveito.

Direcione o foco para dispositivos e acompanhe o ROI
Assim como em qualquer campanha de marketing, você deve ter objetivos definidos ao implementar o monitoramento multiplataformas, sem esquecer de levar em conta os benefícios exclusivos desse processo. Vale lembrar que você quer usá-lo para redirecionar e continuar a comunicação a partir do ponto em que o consumidor parou, mas você também pode aproveitá-lo para entender melhor como os seus clientes usam seus dispositivos para interagir com a sua marca.

Digamos que você seja dono de um hotel que acabou de lançar uma campanha de marketing para celular e desktop contendo um anúncio com link para um cupom. Você vai conferir se teve mais cliques pelo celular ou pelo desktop, quantas pessoas usaram o cupom no smartphone e quantas o imprimiram. Foi assim que a rede de hotéis B&B usou a estratégia multiplataformas: não apenas para alcançar os consumidores em diferentes aparelhos, mas para analisar o desempenho dos seus investimentos em marketing digital.

É crucial acompanhar que anúncios estão sendo vistos e clicados e por meio de que plataforma. As pessoas costumam realizar mais compras pelo aplicativo ou no computador? Elas são mais ativas no computador depois que usam o tablet? Faça as perguntas certas para obter os dados necessários e construir campanhas de marketing sólidas, que ofereçam os insights de que você precisa para entender a fundo as necessidades dos seus clientes.

>> Precisa de um atalho?
  1. O direcionamento em diversas plataformas permite o engajamento contínuo com clientes em toda a sua jornada online, seja por meio de laptops, tablets, smartphones ou qualquer outro dispositivo.
  2. Existem duas abordagens para o monitoramento: por determinação e por probabilidade. O primeiro exige que o usuário se registre, enquanto o segundo utiliza dados e estatísticas de anúncios.
  3. O ponto-chave é fazer o redirecionamento de forma eficaz, mas sem esquecer de guiar o cliente em sua jornada de compra, analisando os elementos que funcionam (e os que não dão resultado) para sua marca nas diversas plataformas.
facebook twitter email

Já falamos muito sobre a gente

Vamos falar de você

Será que acabamos se tornam melhores amigos ? Você vai ouvir de nós em breve.