Categorias

Arquivo

26 de outubro de 2016

Se geo-conquesting é um termo desconhecido para você, pense nessa situação: você é gestor de marketing, empresário ou empreendedor, responsável por um negócio de varejo com lojas físicas, e descobre que suas vendas estão caindo.
facebook twitter email

19 de outubro de 2016

Profissionais de marketing que queiram se destacar vão adotar o mobile marketing. As mensagens apresentadas serão úteis e relevantes para as marcas dentro de um contexto, incentivando visitas a lojas, aumentando o número de ávidos espectadores em estréias de temporadas ou fazendo com que mais pratos sejam saboreados dos cardápios. Os anúncios não terão a menor semelhança com os banners que poluem o lado direito das telas ou os celulares e não serão medidos pela taxa de cliques (CTR). A atenção do consumidor, da mesma forma que os budgets de marketing, está sendo direcionada para o celular. Portanto, é hora de começar a pensar em como utilizar esse veículo de comunicação, quais são suas características exclusivas e como avaliar sua efetividade.
facebook twitter email
Você já empacou na fase de um joguinho gratuito para smartphone e se viu prestes a comprar alguns boosters a fim de avançar na brincadeira? É exatamente esse o conceito freemium, neologismo formado pela junção das palavras "free" e "premium". O termo é aplicado para diversos softwares, aplicativos e games que disponibilizam uma versão grátis, mas oferecem a possibilidade do usuário utilizar recursos mais completos mediante pagamento. Tal modelo de negócio está se tornando mais e mais comum no ecossistema mobile e tem nos games uma ampla gama de casos para discutirmos.
facebook twitter email
Não é de hoje que os games mantêm um espaço colossal na área de entretenimento. Agora, dentro desta indústria, é bom ficar atento para os mobile games, que estão ganhando uma importância cada vez maior e ocupando uma posição privilegiada no ranking de faturamento da área. Segundo um estudo da consultoria Newzoo, o mercado global de games vai atingir uma cifra de 99.6 bilhões de dólares no final desse ano, sendo que 37% desse número vem a receita gerada por mobile.
facebook twitter email

17 de outubro de 2016

Imagine chegar em casa numa noite de inverno e encontrar o lar aquecido, na temperatura ideal, do jeito que você gosta. O IFTTT pode fazer isso por você, simplesmente alertando o sistema de calefação do seu apartamento quando detecta sua proximidade, ligando-o automaticamente. O nome pode soar curioso para quem não tem intimidade com ele, mas é a sigla para If This Then That, um aplicativo que combina outros apps e gadgets conectados à internet para automatizar tarefas cotidianas. Lançado nos Estados Unidos em 2011, o serviço é gratuito e hoje conta com inúmeros recursos integrados. É possível criar rotinas – chamadas de "receitas" dentro do app – juntando serviços como Facebook, Instagram, Gmail e outros.
facebook twitter email

12 de outubro de 2016

Segundo o Business Insider, os gastos com anúncios nativos (publicidade apresentada no mesmo formato e contexto do conteúdo da plataforma, como um post patrocinado dentro de um blog) estão previstos para alcançar a marca de aproximadamente R$ 69 bilhões em 2018 — em comparação com cerca de R$ 15,4 bilhões em 2013 —, por isso, esse é o melhor momento para reavaliar sua estratégia de publicidade nativa. As empresas que investem em anúncios nativos estão colhendo os frutos dos seus recursos: de acordo com um relatório da MMA (Associação de Marketing Móvel), os consumidores gastam 40% mais tempo interagindo com publicidade nativa do que com publicidade tradicional.
facebook twitter email

10 de outubro de 2016

O Pokémon Go é um fenômeno, uma mania, uma loucura. Quem já não topou, pelas ruas da cidade, com uma multidão de jovens de celular na mão? Num primeiro momento, você pode achar que se trata de uma manifestação política, da fila para uma balada concorrida ou que a Madonna resolveu aparecer para fazer selfies com a galera. Mas logo se dá conta: "Claro, são os caçadores Pokémons"! São mais de 100 milhões de downloads do aplicativo do jogo que caça monstrinhos no mundo, segundo o site TechCrunch, em matéria do começo de agosto. No Brasil, o Pokémon está em 3º lugar entre os jogos mais acessados por smartphone, conquistando mais de 5 milhões de usuários, de acordo com o levantamento da comScore. Nos Estados Unidos, é o 13º aplicativo móvel com mais usuários, alcançando 30% da população mobile no país.
facebook twitter email

5 de outubro de 2016

Nós, os publicitários, sabemos que o marketing de geolocalização é gigante. Segundo um relatório da BIA/Kelsey , a publicidade mobile baseada em localização deve atingir a marca de 18,2 bilhões de dólares em 2019 nos Estados Unidos — e no Brasil não é diferente: o geomarketing está em crescente expansão. Mas, para oferecer esse tipo de serviço, as empresas devem ter um alto nível de precisão da localização. Se o ponto-chave é a tecnologia existente por trás da localização de usuários, imaginamos que ela seja consistente e precisa, não é mesmo? Mas, na verdade, as coisas não são bem assim.
facebook twitter email
Vai desenvolver um planejamento de mídia para sua próxima campanha de comunicação? Não esqueça de considerar os dispositivos móveis. Eles estão presentes no cotidiano das pessoas mais do que talvez você imagine e são responsáveis por grandes mudanças no comportamento do consumidor.
Em 2015, o Google apresentou um estudo apontando que mais da metade das pesquisas feitas na ferramenta de busca, no mundo todo, eram realizadas pelo celular. O Brasil não ficou de fora dessa tendência, de acordo com números apresentados pelo IBGE no início de 2016. Por aqui, o acesso à internet pelo celular também já superou desktops e laptops.

facebook twitter email

3 de outubro de 2016

As Olimpíadas de 2016 foram uma prova clara de como o perfil do consumidor mudou rapidamente em relação ao uso dos dispositivos móveis. O tráfego de dados durante a festa de abertura dos jogos no Rio dobrou em relação à final da Copa do Mundo de 2014. De acordo com a Anatel, houve uma média de 36 fotos enviadas/recebidas por espectador num período de quatro horas, enquanto na final da Copa o número foi de 18 fotos. Esse é apenas um dos dados que comprovam o crescimento da conectividade móvel no Brasil e no mundo.
facebook twitter email

Já falamos muito sobre a gente

Vamos falar de você

Será que acabamos se tornam melhores amigos ? Você vai ouvir de nós em breve.