Categorias

Arquivo

20 de dezembro de 2016

Anunciantes que apostaram em estratégias de mobile marketing em 2016 colheram bons frutos. A Mobile Marketing Association (MMA) acaba de divulgar dois relatórios que fazem um balanço das melhores estratégias de mobilidade nos últimos 12 meses: o Global Mobile Trends Report, elaborado em parceria com a Kantar Millward Brown apresentando insights sobre os finalistas e premiados do MMA Smarties Awards, e How Marketers are Using Location Data, estudo da própria MMA que mostra a evolução de real-time para real-space.

Confira abaixo os principais insights e comece a planejar estratégias para 2017.

Boa ideia brasileira está entre as melhores estratégias do ano
A brasileira Netshoes ganhou medalha de prata no MMA Smarties Awards com sua campanha de navegação gratuita, resolvendo diretamente o alto custo dos planos de dados, uma dificuldade do consumidor conectado local. Como resultado, o tempo de navegação no site aumentou 80% e as receitas originadas nas plataformas móveis, 54%. Ao todo, 37 campanhas do continente norte-americano chegaram à fase finalista do e 22 receberam premiação. Ásia e Pacífico tiveram 25 finalistas e 11 premiados. Já Europa e Oriente e Médio, concentraram 13 finalistas e 7 premiados. Da América Latina, foram 12 marcas finalistas Smarties e 5 premiados.

Mais relevância, conexão emocional e formatos imersivos
O relatório Global Mobile Trends identificou seis tendências comuns aos premiados do MMA Smarties Awards: Aumento de Relevância da Marca, em 20% das campanhas; Conexões Emocionais e Solução de Problemas, em 67%; Formatos Imersivos, com destaque para vídeos 360º, usados por 30%; Criação de Ecossistema de Engajamento Próprio, em 50%; Campanhas Orientadas para Mobile, em 67%, e com foco em Mudança Social, em 18%.

As estratégias de marketing são cada vez mais mobile-oriented
O mobile amadureceu definitivamente em relação a ads ilegíveis e notificações: 67% dos premiados Smarties apresentaram campanhas orientadas para plataformas móveis. Já de acordo com o estudo do MMA, os anunciantes que investem mais em mobile têm mais confiança em seus resultados e uma melhor experiência: 92% dos anunciantes estão felizes com o investimento alocado em mobile, o que em média corresponde a 13% do orçamento.

Geolocalização no centro das estratégias móveis
A geolocalização é vista com um fator-chave da estratégia móvel para 96% dos anunciantes e 90% das agências, de acordo com o MMA. E ainda há muito espaço para crescer. Implementar segmentação de forma equilibrada em relação ao conteúdo foi uma das oportunidades identificadas no Global Mobile Trends Report. O percentual de finalistas utilizando segmentação baseada em geolocalização passou de 18% para 36% no último ano.

Muito além da segmentação
Geolocalização é cada vez mais relevante: 61% dos anunciantes disseram que é importante para melhorar a segmentação e 59% afirmaram ser um meio de aprimorar insights. Mais de metade dos entrevistados disseram que ela é útil para entender a jornada de compra e medir a eficácia da publicidade.

Principais aplicações da geolocalização
De acordo com o estudo, são: location-enhanced creative, marketing de proximidade e anúncios baseados em geolocalização, sendo este último o favorito. Geo-conquesting e geo-fencing também aparecem entre os citados e são utilizados de forma mais seletiva.

>> Precisa de um atalho?
  1. Seis estratégias de mobile marketing se destacaram em 2016: Aumento de Relevância de Marca, Conexões Emocionais e Solução de Problemas, Formatos Imersivos, Criação de Ecossistema de Engajamento Próprio, Campanhas Orientadas a Mobile e com foco em Mudanças Sociais.
  2. As estratégias de marketing são cada vez mais mobile-oriented.
  3. A geolocalização está no centro das estratégias para a maioria dos anunciantes, sendo um fator importante para melhorar a segmentação, aprimorar insights e entender melhor a jornada de compra.

Jornalista e escritora, Jennifer Queen é apaixonada por tecnologia, mídias novas e antigas e por livros (inclusive os de papel). Com MBA em Marketing Digital pela FGV-SP, compra tudo pela Internet e fala fluentemente inglês, francês e espanhol. Hoje trabalha em uma agência de comunicação e quer ajudar a construir o futuro da sociedade conectada. Nas horas vagas, escreve em seu blog no HuffPost Brasil. Quer saber mais? Conheça nossos autores
facebook twitter email

Já falamos muito sobre a gente

Vamos falar de você

Será que acabamos se tornam melhores amigos ? Você vai ouvir de nós em breve.