Categorias

Arquivo

28 de março de 2017


Aconteceu em São Paulo na última terça (21 de março), a primeira edição do The Compass Insight Series, ciclo de encontros entre parceiros do Waze com profissionais que são referência no universo da geolocalização e da publicidade mobile.


Di-Ann Eisnor, diretora global de Growth do Waze e responsável por Marketing, Parcerias e Inovação no app, estreou o programa com insights sobre como o Waze trabalha para conquistar novos usuários, cultura organizacional e o conceito de comunidade. 

“No mobile, temos de unir tudo debaixo do guarda-chuva da cultura de crescimento - do time de engenharia ao marketing”, apontou.

Segundo ela, o Waze não abre mão do processo de “tentativa e erro” e vibra com cada experimento positivo, nem que isso gere um impacto de 1% - são as pequenas ações que ajudam a manter a empresa em desenvolvimento. “Somos incansáveis na busca por experimentação e otimização no Waze”. 

Di-Ann Eisnor na palestra para o The Compass Insight Series
Nos últimos três meses, a empresa trabalhou em 72 novos experimentos, em 20 línguas, e obteve resultado positivo de 68%. “Testar é fundamental, pois todo mundo pode tomar uma decisão que pode derrubar seu crescimento”.

Di-Ann destacou também cases, o engajamento social do Waze e a importância de pensar localmente. Citou o Connected Citizens Program, parceria com municípios para otimizar a mobilidade urbana, que estreou no Rio de janeiro e ajudou a cidade a superar os desafios e replanejar o tráfego durante os jogos olímpicos. O programa está presente em 200 cidades pelo mundo.

“O Waze é uma comunidade enorme. Não produzimos apenas produto, mas culturas que possam ser expandidas nas mais diversas comunidades”. E conclui: “Temos visão de crescimento claro para o Waze, mas queremos fazer isso juntos, criar uma conexão mais humana com as pessoas, mesmo falando de trânsito”.
facebook twitter email

Já falamos muito sobre a gente

Vamos falar de você

Será que acabamos se tornam melhores amigos ? Você vai ouvir de nós em breve.