Categorias

Arquivo

Mostrando postagens com marcador Dicas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Dicas. Mostrar todas as postagens

19 de outubro de 2016

Profissionais de marketing que queiram se destacar vão adotar o mobile marketing. As mensagens apresentadas serão úteis e relevantes para as marcas dentro de um contexto, incentivando visitas a lojas, aumentando o número de ávidos espectadores em estréias de temporadas ou fazendo com que mais pratos sejam saboreados dos cardápios. Os anúncios não terão a menor semelhança com os banners que poluem o lado direito das telas ou os celulares e não serão medidos pela taxa de cliques (CTR). A atenção do consumidor, da mesma forma que os budgets de marketing, está sendo direcionada para o celular. Portanto, é hora de começar a pensar em como utilizar esse veículo de comunicação, quais são suas características exclusivas e como avaliar sua efetividade.
facebook twitter email
Você já empacou na fase de um joguinho gratuito para smartphone e se viu prestes a comprar alguns boosters a fim de avançar na brincadeira? É exatamente esse o conceito freemium, neologismo formado pela junção das palavras "free" e "premium". O termo é aplicado para diversos softwares, aplicativos e games que disponibilizam uma versão grátis, mas oferecem a possibilidade do usuário utilizar recursos mais completos mediante pagamento. Tal modelo de negócio está se tornando mais e mais comum no ecossistema mobile e tem nos games uma ampla gama de casos para discutirmos.
facebook twitter email

12 de outubro de 2016

Segundo o Business Insider, os gastos com anúncios nativos (publicidade apresentada no mesmo formato e contexto do conteúdo da plataforma, como um post patrocinado dentro de um blog) estão previstos para alcançar a marca de aproximadamente R$ 69 bilhões em 2018 — em comparação com cerca de R$ 15,4 bilhões em 2013 —, por isso, esse é o melhor momento para reavaliar sua estratégia de publicidade nativa. As empresas que investem em anúncios nativos estão colhendo os frutos dos seus recursos: de acordo com um relatório da MMA (Associação de Marketing Móvel), os consumidores gastam 40% mais tempo interagindo com publicidade nativa do que com publicidade tradicional.
facebook twitter email

5 de outubro de 2016

Nós, os publicitários, sabemos que o marketing de geolocalização é gigante. Segundo um relatório da BIA/Kelsey , a publicidade mobile baseada em localização deve atingir a marca de 18,2 bilhões de dólares em 2019 nos Estados Unidos — e no Brasil não é diferente: o geomarketing está em crescente expansão. Mas, para oferecer esse tipo de serviço, as empresas devem ter um alto nível de precisão da localização. Se o ponto-chave é a tecnologia existente por trás da localização de usuários, imaginamos que ela seja consistente e precisa, não é mesmo? Mas, na verdade, as coisas não são bem assim.
facebook twitter email

21 de setembro de 2016

Um dos nossos principais objetivos como profissionais de marketing é enviar a mensagem certa para a pessoa certa e, com o desenvolvimento da tecnologia, é cada vez mais fácil atingir esse resultado com precisão. Dados de GPS estão amplamente disponíveis nos dias de hoje, por isso, a geolocalização tornou-se um fator crucial. Para descobrir como uma mensagem se encaixa em determinada conjuntura, é preciso levar em consideração fatores como localização geográfica, horário e intenção, mas como entender o contexto de cada utilizador? E como os publicitários utilizam o contexto na sua estratégia de marketing? Utilizando dados de geolocalização, é possível verificar padrões gerais de comportamento do consumidor e prever quando ele estará mais propenso a adquirir determinado produto ou marca, ou ir a um destino específico.
facebook twitter email

14 de setembro de 2016

É cada vez mais comum ver consumidores grudados em seus smartphones, mas isso não quer dizer que eles não usem também seus tablets, laptops e outros equipamentos com acesso à internet. Como publicitário, é necessário se conectar com as pessoas por meio de todos esses recursos — e é aí que entra o monitoramento multiplataforma.
facebook twitter email

7 de setembro de 2016

O ambiente mobile tornou-se obrigatório para quem trabalha numa agência de publicidade ou no departamento de marketing de empresas que desejam ampliar o awareness de seu produto ou serviço. É um caminho sem volta e quem não se adaptar a essa nova realidade do mercado certamente está perdendo o bonde da história. No Brasil, quinto maior mercado de smartphones do mundo, 86% do processo de compra do consumidor - seja para pesquisa, comparação de preço ou efetivação de compras - já acontece via celular, de acordo com pesquisas do Google.
facebook twitter email
A publicidade na TV e no Digital são igualmente importantes nas suas campanhas de marketing, mas cada uma tem diferentes métricas de engajamento para medir seu sucesso. A audiência da TV pode ser medida pelos índices da Nielsen (Nielsen Ratings, sistema de medição desenvolvido pelo instituto Nielsen Media Research) ou pelo IBOPE (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística). Por outro lado, os meios digitais podem ser mais difíceis de serem avaliados, mas permitem que você conheça mais detalhes sobre a sua audiência. Em um cenário em que os celulares viraram a segunda tela, as métricas de TV e do mobile estão, cada vez mais, em sinergia. É essencial entender a conexão entre TV e meios digitais e avaliar como eles podem interagir juntos, otimizando, assim, a forma de usar o seu orçamento no planejamento da próxima temporada de programas.
facebook twitter email

29 de agosto de 2016

Os sistemas de geolocalização estão redefinindo o mobile marketing, não resta dúvida. Portanto, é um ótimo momento para entender a fundo essa tecnologia, que traz novas formas de envolvimento das marcas com seus consumidores. Se você ainda não está pensando nesses termos, preste atenção, pois é muito provável que seu público-alvo já esteja nesse caminho.
facebook twitter email

25 de agosto de 2016

Pense naquele feriadão em que você se programa para viajar com a família. Antes de colocar o pé na estrada, já sabe que terá de tomar várias decisões: onde abastecer o carro, onde comprar a merenda das crianças, fazer a paradinha para o café? A geolocalização é uma mão na roda nessa hora. Bateu vontade de comer um hambúrguer? Com uma simples busca, na tela do seu celular aparecem as melhores opções de lanchonetes no pedaço.
facebook twitter email

16 de agosto de 2016

Quem vive de olho nos processos de comunicação para ter ideia de como a produção de conteúdo será no futuro, logo percebe que é evidente o fim das propagandas interruptivas - o irritante pop-up que surge na tela e atrapalha o fluxo de navegação do internauta, por exemplo. Os tradicionais banners sobreviverão por algum tempo ainda. Porém, pesquisas de eyetracking provam que os usuários são capazes de navegar pela web sem notar sua presença. A peça publicitária está na tela, mas o usuário não dá conta de sua existência e, portanto, ela não é eficaz. A produção de conteúdo publicitário precisa mudar.
facebook twitter email
Os usuários de celular estão se acostumando à ideia de compartilhar sua localização com as marcas. Os consumidores já reconhecem que o compartilhamento de informações pode gerar benefícios, como serviços melhores para aplicativos, anúncios mais relevantes e conteúdo mais interessante de acordo com as coordenadas do GPS. Os empresários também percebem as vantagens dessa relação: mais clientes para o seu negócio. Confira como uma estratégia de publicidade local móvel pode direcionar as conversões.
facebook twitter email

15 de agosto de 2016

Se para avaliar o desempenho dos anúncios móveis da sua marca, você só analisa a taxa de clique, você não tem a percepção correta dos anúncios que realmente funcionam. A taxa de cliques (CTR, ou click-through rate, em inglês) é considerada, há muito tempo, a medida padrão para determinar a efetividade de uma campanha, mas ela pode negligenciar informações importantes, como percepção da marca, engajamento e intenção — principalmente nos dispositivos móveis, nos quais 50% dos cliques podem ser acidentais, de acordo com o Google. Além disso, a CTR parece não estar relacionada — ou até mesmo negativamente relacionada — a outras ações importantes que as marcas querem que seus clientes realizem após visualizarem o anúncio, como fazer ligações, mapear rotas ou visitar a loja, conforme afirma o xAd.
facebook twitter email
A publicidade digital continua crescendo e, com isso, ampliam-se também as possibilidades de formatos de anúncios. Tanto a Emarketer (Valor Econômico) quanto o grupo Interpublic (New York Times) reportaram que os gastos com publicidade digital vão superar os investimentos em TV nos Estados Unidos em 2017. Nunca foi tão importante entender as peculiaridades do meio, que não só cresce, mas evolui ano a ano.

Uma decisão simples, como escolher o melhor formato de anúncio mobile para o seu objetivo de comunicação, pode ser desafiador para qualquer um, do profissional de marketing experiente até alguém em início de carreira. Como novas opções estão sempre aparecendo, apresentamos aqui uma seleção rápida com os cinco formatos de anúncios para celulares e seus benefícios.

facebook twitter email

Já falamos muito sobre a gente

Vamos falar de você

Será que acabamos se tornam melhores amigos ? Você vai ouvir de nós em breve.